Ainda há esperança para a Humanidade!

  • Ainda há esperança para a Humanidade!

     

    Esta manhã, ao fazer fisioterapia, o meu terapeuta recomendou que eu assistisse ao filme "Craigslist Joe", ele disse que poderia ser inspirador, e talvez eu iria encontrar algo para postar na Brazilius para inspirar a comunidade.  

     

    Eu estava me sentindo um pouco para baixo, não alinhada com o meu eu normal e decidi me dar umas puxadas de orelha para voltar ao normal. Primeiro, eu assisti o filme "O Segredo" de novo. Eu honestamente esqueci quantas vezes eu já vi este filme... É que às vezes, quando as coisas não estão muito bem eu preciso de um lembrete para me mostrar a maneira de voltar para o meu caminho.  

     

    E assim eu fiz, eu assisti o filme e prometi que iria escrever a minha lista de gratidão hoje, e fazer anotações de tudo o que eu era grata, rever o meu caminho inteiro desde o dia do meu nascimento, ver o que eu passei e tudo o que eu tinha feito. Eu prometi que iria me dar uma chance de rever o filminho da minha vida enquanto ainda estivesse viva e o dia escolhido foi hoje! Sim, eu estou falando sobre o filme rápido que alguns sobreviventes mencionam ter visto quando voltaram de um coma. Eu precisava trazer de volta um pouco da doçura que eu tinha antes do meu campo de treinamento na Flórida e ainda manter minha couraca nova no lugar! 

     

    Eu decidi sair da caverna e liguei para um amigo para dizer um olá. Um amigo que eu não falei com ele por mais de um ano! Eu também vi um anúncio no Facebook sobre um buldogue branco para ser adotado na Flórida. Eu sempre sonhei em ter um bulldog branco para ser o namorado da Mini... Eu até tenho um nome para ele: Cooper! Liguei para o anúncio e o cachorro de um ano ainda está disponível. Me ajudaria poder receber um amor de um cachorrinho agora, e a Mini teria um namorado! Tem uma pessoa interessada que está indo para ver o bonitão amanhã e fui aconselhada a ligar de novo amanhã à noite para ver se ele ainda estava disponível. Eu toparia sem pestanejar e pensar duas vezes em voltar para a Flórida para buscá-lo, ele seria como a única flor encontrada no meio do deserto. Talvez me ajudasse a olhar para o deserto e vê-lo de uma maneira diferente... Eu me lembrei do quanto eu queria um bulldog branco, e por tanto tempo penso nisto... Eu pensei que se ele estivesse destinado a ser meu, iria acontecer. E se não, eu só pedi mentalmente que ele encontrasse um lar amoroso.  

     

    A noite veio e assim o fiz. Eu escrevi minha lista de gratidão, e eu fui capaz de avançar o filme da minha vida... Foi um filme muito intenso e bem ocupado, e eu fiquei feliz de ver a minha própria vida cheia de aprendizados, realizacoes, derrotas e vitórias. Uma vida cheia de desafios aventureiros que eu mesma me enfiei neles, desafios que me fizeram ser a pessoa que sou hoje. Uma vida com lágrimas de tristeza e lágrimas de alegria, e acima de tudo, uma vida sem arrependimentos.  

     

    Depois de escrever a minha lista de gratidão, eu decidi dar uma olhada no filme Craigslist Joe. "Qualquer coisa, posso assistir metade hoje e o resto amanhã..." - Pelo menos foi assim que pensei que eu conseguiria fazer... Na verdade, eu não consegui pausar para continuar a ver no dia seguinte e tive que terminar de assistir ao filme. Eu não conseguia acreditar nas faiscas saindo do meu coração ao assistir ao filme e eu assisti o filme inteiro, mesmo sendo super tarde... No início do dia de hoje eu havia pedido para obter um pouco do meu calor humano calor de volta, mantendo a minha couraca intacta que foi ganha com trabalho muito duro e algumas lágrimazinhas... Eu verbalmente pedi ao escrever minha lista de gratidão por uma prova de que a Brazilius fazia sentido e por uma prova de que a humanidade ainda era de fato, humana. Eu pedi uma prova de que Brazilius iria se desenvolver e ser capaz de iluminar o mundo e lá estava... Eu terminei o filme com lágrimas nos olhos, lágrimas de alegria e de felicidade. Eu pedi e meu desejo se tornou um comando mais uma vez! Obrigada universo.

     

    Cris Repoles, Fundadora da Brazilius